Arquivos do Blog

Considerações sobre Tarô Divinatório e Terapêutico


golden_rider_-_xiiii_-_massigkeit

Eu sigo a linha terapêutica do Tarô.

O que isso significa?

Significa que quando alguém pergunta: meu ex irá voltar?, não irei responder apenas “sim” ou “não”, que seria o lado divinatório da consulta. Tentarei também visualizar se este ex fará a consulente feliz, se vale a pena voltar, se a consulente está agindo corretamente dentro dessa relação, etc.

Agora, isso não quer dizer que a consulta terapêutica substitua um atendimento psicológico especializado.

Por que?

Porque se a consulente tiver transtorno de ansiedade, depressão, baixa autoestima, será uma terapia formal ou um psiquiatra que dará conta de suas questões e não o Tarô. Isso acontece porque não é atributo das cartas resolver questões emocionais e mentais. Ele apenas traz respostas sobre certas perguntas e ajuda a refletir em possibilidades, o que não é um tratamento em si mesmo.

Logo, cobrar isso das cartas seria o mesmo que esperar que uma nutricionista resolva distúrbios alimentares como anorexia ou bulimia. A nutricionista cuida de sua área, que é a dieta alimentar e, dependendo do caso, recomenda um especialista para cuidar das outras questões, seja um psicólogo, um médico ou psiquiatra.

Assim, pode-se pensar que uma pessoa que segue uma nutricionista, além de um terapeuta e/ou um clínico tem mais resultados. Do mesmo modo, alguém que faz terapia com um psicólogo pode se beneficiar de consultas periódicas ao Tarô e vice-versa.

Anúncios

Drops Terapêuticos: Justiça


X-Files Tarot Justice

Dana Scully vem nos cobrar nossas responsabilidades

Numa leitura terapêutica, quando a Justiça aparece como guia para mudarmos de vida, ela sugere que comecemos por assumir assumir nossas responsabilidades, encarando a realidade, sem mascará-la.

Assim, os outros não poderão mais carregar a culpa pelo que vivemos ou sentimos no momento.

Além disso, é preciso termos mais disciplina, evitando sermos radicais. Mesmo assim, é bom aproveitar esta mudança de postura para nos distanciarmos de pessoas tóxicas, que nos influenciam negativamente.

Drops Terapêuticos: Diabo


Dante Tarot

Dante Tarot

Numa leitura terapêutica, a ausência do Diabo pode mostrar que estamos intimamente desconectados de nossos instintos, o que nos levaria a perder a confiança em nós mesmos, agregando até sentimento de culpa quando desejamos coisas melhores para nós. Pode igualmente revelar que estamos nos constrangendo e limitando sem necessidade, suprimindo nossa energia criativa, ficando mais tensos e estressados por causa disso.

Resenha: Curso de Tarô e Seu Uso Terapêutico – Veet Pramad


Este foi um dos primeiros livros de Tarô que li e realmente influenciou a forma como eu jogo, que visa mais a parte psicológica e comportamental do que simplesmente a oracular, apesar de ela sempre existir em todas as consultas. Afinal, todo mundo quer saber o que vai acontecer!

Nesta obra, Veet Pramad faz um dossiê amplo sobre cada carta, contando a história, falando da simbologia e relacionando o Tarô à Árvore da Vida da cabala. Ele também traz alguns conceitos de astrologia e numerologia e os relaciona às cartas.

Adaptando a tiragem da Cruz Céltica para uma leitura mais de diagnóstico emocional, ele utiliza o Tarô de Crowley, que nunca foi um dos meus favoritos, como base interpretativa, o que leva algumas cartas a terem sentido diverso se comparadas ao Tarô de Waite. Por exemplo, o 7 de Ouros, que fala de mudança de rumo, de colheita, de revisão de caminhos para o último, se torna a imagem do fracasso para o primeiro.

Para autoconhecimento, as leituras que se pode fazer dentro deste sistema são bastante profundas e interessantes, porém, devo admitir que nunca levei muito em consideração as relações numéricas e astrológicas das cartas, focando mais no aspecto psicológico, nos comportamentos humanos que podem ser visualizados através dos significados das cartas. Por exemplo, uma pessoa regida pelo Carro sempre quer vencer, não importa se será bom para ela ou não.

Assim, as posições da Cruz Céltica para Veet são: Momento Atual/ Oposição (que mostram as energias do momento presente)/Âncora (o grande defeito, por assim dizer)/ Método (como superar a Âncora)/ Caminho do Crescimento (primeiros resultados ao se seguir o Método)/ Necessidade Interna (do que o consulente realmente precisa)/ Relacionamentos (como se relaciona)/ Infância (o que traz da infância para este momento)/ Resultado Interno/ Resultado Externo (o que pode conseguir interna e externamente se seguir os aconselhamentos).

O bom do livro é que ele pode ser usado como guia pessoal, pois traz os significados de cada carta dentro de cada um das posições listadas acima. Portanto, no caso de consultas para nós mesmos, podemos nos eximir das dúvidas interpretativas que acontecem quando estamos vendo nossa própria vida.

%d blogueiros gostam disto: