Arquivos do Blog

Vendo daqui a 20 anos…


Tem pessoas que desejam saber o que o “destino lhes reserva”, o que muitas vezes significa visualizar o resto dos seus prováveis 40, 50 anos ou mais de vida. Porém, fazer longas previsões no Tarô, mesmo que para intervalos menores como 10, 15 anos, é ineficiente.

Roda da Fortuna – Tarot of the Spirit World

Isso decorre por causa de duas questões:

1 – não vamos nos lembrar da previsão, ao ponto dela nos ser útil quando os eventos acontecerem (considerando o exemplo que dei acima de projetar mais de uma década à frente);
2 – por estar muito distante, a chance da previsão ser pouco precisa é grande, pois é tipo deduzir se irá chover ou não no seu casamento com 3 anos de antecedência. (Você até pode ter um parâmetro do clima mais provável do local na época, mas isso, no final das contas, não lhe dará garantias, fora que, neste meio tempo, você pode até desistir de se casar).

Assim, é melhor trabalhar com tempos curtos de semanas, meses e poucos anos, pois, seja o que sair, você terá condições de reconhecer no presente o que o leva para estes desfechos e, também terá poder de agir diretamente sobre os fatos, de modo a corrigir erros e modificar tendências.

Anúncios

Conselho no Amor: Volta com Ex


Em casos de dúvida no conselho sobre uma possível volta no amor, é melhor perguntar:

Enamorados – Morgan-Greer Tarot

  1. o que a pessoa deve fazer para resgatar a relação e, depois, o que deve fazer para ser feliz no amor;
  2. se o casal, reunido, será bem sucedido.

Assim, se poderá saber se vale à pena o esforço. Afinal, muitas vezes achamos que tudo dará certo numa nova tentativa e o que encontraremos será apenas mais do mesmo.

Está com dúvidas na tiragem?


Em vez de perguntar novamente a mesma coisa, formule outra pergunta que responde o mesmo, para comparar.

Por exemplo:

  • o casamento vai terminar? vou ser demitido?

Se tiver dúvida do que as cartas responderam, pergunte:

  • o casamento vai continuar? permanecerei no emprego até o final do ano?

assim, a segunda resposta irá inevitavelmente confirmar ou esclarecer a primeira.

Cuidado com o verbo da pergunta


Uma coisa que costuma gerar respostas dúbias, confusas ou imprecisas são os verbos usados nas perguntas. Por exemplo, se perguntamos se iremos continuar casados e sai Torre, o resultado é não, pois este arcano rompe com algo, no caso, o casamento. Porém, se perguntamos se iremos nos separar e sai a mesma Torre, a resposta é sim.

Embora o resultado seja o mesmo: o casamento vai acabar, a resposta obtida foi diferente e acompanhou o verbo. Este exemplo pode ser mais óbvio, porém, dependendo da situação, é o foco na pergunta que irá dar a certeza da resposta.

Sacerdotisa – Deviant Moon

Perguntas a respeito de continuar/permanecer/ficar:

Respostas SIM

Sacerdotisa/Imperador/Força/ Pendurado/Temperança/ 10 de Ouros/ Cavaleiro de Ouros, pois falam de estabilidade, constância, embora cada uma tenha um lado a ser considerado. Por exemplo, a Força mantém durante um tempo, não eternamente.

Respostas NÃO

Roda da Fortuna/Torre/Julgamento/ 10 de Espadas, já que prometem mudanças, alteração dos planos, sendo que umas levam para algo pior, outra para algo melhor.

Respostas TALVEZ

Sacerdote/ Justiça/ 7 de Espadas, porque estas cartas implicam numa avaliação, decisão, que podem mudar os rumos da situação.

Perguntas a respeito de cortar/terminar/modificar: 

Respostas SIM

Roda da Fortuna/Morte/ Torre/Julgamento/ Mundo/ Louco

8 de Paus/ 10 de Espadas

Respostas NÃO

Sacerdotisa/Imperador/Sacerdote/ Eremita/ Força/ Pendurado/Temperança

4 de Copas/ 4 de Espadas/ Rainha de Ouros

As cartas acima são apenas alguns exemplos e não correspondem a todas as possibilidades do baralho. O objetivo é apenas mostrar que, se a pergunta pede por continuidade e sai uma carta de estabilidade, a resposta é afirmativa. Se a pergunta implica em fim ou modificação, a mesma carta de estabilidade irá responder negativamente.

Considerações sobre Tarô Divinatório e Terapêutico


golden_rider_-_xiiii_-_massigkeit

Eu sigo a linha terapêutica do Tarô.

O que isso significa?

Significa que quando alguém pergunta: meu ex irá voltar?, não irei responder apenas “sim” ou “não”, que seria o lado divinatório da consulta. Tentarei também visualizar se este ex fará a consulente feliz, se vale a pena voltar, se a consulente está agindo corretamente dentro dessa relação, etc.

Agora, isso não quer dizer que a consulta terapêutica substitua um atendimento psicológico especializado.

Por que?

Porque se a consulente tiver transtorno de ansiedade, depressão, baixa autoestima, será uma terapia formal ou um psiquiatra que dará conta de suas questões e não o Tarô. Isso acontece porque não é atributo das cartas resolver questões emocionais e mentais. Ele apenas traz respostas sobre certas perguntas e ajuda a refletir em possibilidades, o que não é um tratamento em si mesmo.

Logo, cobrar isso das cartas seria o mesmo que esperar que uma nutricionista resolva distúrbios alimentares como anorexia ou bulimia. A nutricionista cuida de sua área, que é a dieta alimentar e, dependendo do caso, recomenda um especialista para cuidar das outras questões, seja um psicólogo, um médico ou psiquiatra.

Assim, pode-se pensar que uma pessoa que segue uma nutricionista, além de um terapeuta e/ou um clínico tem mais resultados. Do mesmo modo, alguém que faz terapia com um psicólogo pode se beneficiar de consultas periódicas ao Tarô e vice-versa.

%d blogueiros gostam disto: