Até onde perguntar?


Embora o Tarô possa sanar uma série de curiosidades, é importante se perguntar se estamos respeitando nosso tempo e do tarólogo ao dedicar tanta atenção a pormenores que, no fim, não são relevantes para a situação sobre a qual queremos saber.

Por exemplo, se a outra pessoa não nos ama e não ficará conosco, faz sentido querer saber se ela entra em nosso perfil nas redes sociais? Ou se sabemos que alguém tem interesse em nós, por que iremos perguntar se em determinado dia estava ou não olhando para nós? O que as respostas irão trazer de aprendizado?

Como diz a Rainha de Copas, nem tudo precisa ser dito ou conhecido.

Imagem: Oswald Wirth Tarot

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 01/08/2018, em Curso e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Adorei. Extremamente útil 😉

    Curtir

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: