Ética nas Redes Sociais


Tarot de Marseille (Convos) (1999)

Não é correto, a meu ver, que um tarólogo conte a outras pessoas quem andou atendendo, falando nome e sobrenome, nem que faça críticas veladas a seus clientes em público ou nas redes sociais.

O primeiro caso é um desrespeito à confidencialidade e o segundo, indica imaturidade.

Se não gostamos de um cliente (ou ele age incorretamente conosco), é só não atendê-lo mais. Não precisamos dar “recadinhos” a ele indiretamente.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 09/13/2017, em Artigos e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: