Tarô x Religião


Tarô dos Anjos-2

Muitas pessoas gostariam e poderiam se beneficiar do Tarô, mas, acabam-no deixando de lado, pois sua religião as proíbe. O interessante é que o Tarô nada tem de religioso, nem nunca teve, desde a época em que foi criado (supostamente no século XIV, na Europa).

Tal como as Igrejas não proíbem pessoas de jogar cartas, principalmente se não tem apostas envolvidas, o que poderia indicar um vício, não faz sentido impedir que alguém consulte um simples baralho de Tarô.

Se as pessoas religiosas entendessem que o trabalho do tarólogo nada tem (e não precisa ter) de místico, mágico, ritualístico, oculto, esotérico, mediúnico, espiritualista, perderiam o medo e não ficariam constrangidas em dele se utilizar.

É claro que existem pessoas religiosas/espiritualistas que usam o Tarô e acabam nele impregnando suas crenças ao utilizarem pedras, cristais, incensos, imagens de santo, evocações, roupas especiais, etc. Mas, do mesmo jeito que podemos pegar qualquer objeto para um fim ordinário ou sagrado (vide uma taça na qual podemos beber um vinho em casa ou realizar uma consagração na Igreja), o Tarô é uma ferramenta neutra.

Portanto, não há necessidade nenhuma de ver algo além do que ele realmente é: um inofensivo baralho de cartas, cujos símbolos possuem significados que, quando ordenados num jogo, podem nos servir de conselho.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 07/29/2015, em Artigos, Dúvidas de Clientes, Tarô e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Não concordo com vc em alguns pontos o tarô tem sim seu lado místico e esotérico, tem suas duas correntes sim a divinatória e mística e a terapêutica com finalidade de autoconhecimento e crescimento pessoal e espiritual da pessoa.

    Curtir

    • Obrigada por sua visita, Fernando! Sim, o Tarô PODE ter, mas não PRECISA ter. Este é o meu ponto. Uma pessoa totalmente racional pode lê-lo usando apenas técnica e funcionará do mesmo jeito. Um abraço!

      Curtir

  2. E Parabéns pelo seu trabalho.

    Curtir

  1. Pingback: Resumo de Maio a Julho/2015 | Tarolando

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: