Anatomia da Consulta


2015-5

Foto: Leo Rey

Não sei se isso é claro para todo mundo, mas se passa mais tempo tentando encontrar qual é o tema exato sobre o qual o consulente quer saber do que efetivamente tirando as cartas e as interpretando.

Formular a pergunta certa, de modo claro e objetivo é o grande desafio e, sem contextualização, sem que o consulente nos forneça as informações verdadeiras e diretas, a questão e a resposta tenderão a ser confusas, abrangentes demais ou seguirem por um caminho que não fará sentido para ele, embora possa ser adequado do ponto de vista da técnica.

Cabe ao tarólogo fazer o trabalho (às vezes árduo) de sempre buscar esta clareza, questionando o consulente quando este não quer falar ou o faz de maneira confusa ou intermitente. Se, depois o mesmo vier dizendo que não fez sentido o que você leu, é necessário fazer todo um trabalho de reanálise, que geralmente vai mostrar que sua tiragem estava correta, bastando que apenas ajuste algumas interpretações. Isso não significa modificá-las para parecerem corretas (pelo amor de Deus!). É que tem vezes que você lê achando que a pessoa estava desempregada, quando estava empregada, ou analisa pelo contexto de namoro, quando era apenas um flerte ou ainda a pessoa dá a entender que tem um compromisso com alguém, quando na verdade, é amante dele. Isso faz nossa interpretação ser levemente diferente, dando a impressão de erro, mas, tão logo o consulente admita os fatos, fica simples encontrar o sentido real da leitura feita.

Nestas horas é preciso ter jogo de cintura e não ter medo de enfrentar o consulente, pois nem sempre ele está pronto para ouvir a verdade e temos que compreender seu momento e ajudá-lo, da melhor maneira possível.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 07/21/2015, em Artigos, Tarô e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: