Arquivo X e o episódio sobre Tarô, destino e livre-arbítrio


Por causa do Netflix, estou revendo o seriado do Arquivo X (1993-2002). Na minha adolescência não havia passado da segunda temporada. Agora já estou terminando a quarta, mas ainda restam mais 5 pela frente. Porém, qual não foi minha surpresa quando me deparei com o episódio de número 4 da 3º Temporada: Clyde Bruckman’s Final Repose (algo como “o final repouso de Clyde Bruckman”) que trazia como temática vidência e Tarô.

clyde-bruckmans-final-repose

Artista J.J. Lendl

O ator (Peter Boyle) que faz o personagem do título, aliás, é o pai do Raymond, na série “Everybody Loves Raymond” que ganhou muitos prêmios no passado.  

ClydeBruckmansFinalRepose-XFiles

Bruckman com Mulder e Scully

A história narra uma série de assassinados a videntes e médiuns, investigada pelos agentes do FBI, Mulder e Scully. No meio do processo, eles conhecem Clyde Bruckman, cuja principal habilidade é prever como as pessoas vão morrer, coisa que ele vive escondendo. Por isso, reluta muito em ajudar o governo.

A cena com o Tarô surge quando descobrimos quem é o assassino. Este vai até uma cartomante. Após ter recebido a leitura, ele a mata. Algo muito agradável para nós, tarólogos, não é mesmo? (sqn).

Brincadeiras à parte, considerei interessante o fato do personagem central trazer uma habilidade fatalista, como se ninguém pudesse evitar o modo como vai morrer, coisa na qual não acredito muito, em contraposição com o Tarô que valoriza bastante o livre-arbítrio.

shapeimage_3

É lógico que existe uma tendência para nossa morte que pode ser visualizada por quem tem este dom, porém, não me parece provável que haja um determinismo embutido nisso. É apenas uma das tantas possibilidades que vão se alternando de acordo com as decisões de uma pessoa toma no presente.

Por exemplo, se alguém fuma, pode estar criando um câncer no futuro, mas se para, este câncer some. Se vive perigosamente, pode estar materializando um acidente, se desiste desta vida, este desfecho também se altera.

E vocês, o que pensam sobre o assunto?

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 04/28/2015, em Artigos, Curiosidades, Tarô, Tarô e Cultura e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: