Como ler para si mesmo


Tarô de Marselha

Tarô de Marselha

Se você tira as cartas para os outros, seja como estudante, amigo ou profissional, de vez em quando se depara com a possibilidade de ler para si mesmo. Porém, aquilo que parece mais óbvio quando o consulente é o outro, para nossa vida e dilemas, pode se tornar muito nebuloso, até porque podemos ter a tendência a interpretar as cartas a nosso bel-prazer.

Existem algumas dicas que me ajudam e que espero que auxiliem aqueles que têm dificuldade em buscarem respostas no tarô para seus problemas. Afinal, seria triste poder ajudar a todos menos a si mesmo, não é?

Quando for ler para si:

  • Procure estar calmo, relaxado e estável emocionalmente. Fazer a leitura nervoso, ansioso, com medo, geralmente não dá certo. Busque, portanto, alternativas para se sentir melhor e, depois, tente entender o que aconteceu, fazendo a leitura;
  • Se você conhece mais de uma linha interpretativa, deixe muito claro para si qual delas irá usar, pois, se sair uma carta que pode tanto ser lida como favorável ou desfavorável, você pode querer entendê-la sempre como positiva;
  • Para não “viajar” muito, consulte o livro de algum autor que respeite e finja que está aprendendo a ler ainda, estudando as cartas que saíram, se mantendo fiel aos seus significados puros para não perder o foco;
  • Anote o que saiu para continuar refletindo nos próximos dias. Você pode ter alguns insights importantes;
  • Evite perguntar a mesma coisa várias vezes, com a desculpa de que não entendeu da primeira;
  • Caso não queria ler para si mesmo, consulte um amigo tarólogo ou tire uma opinião com ele sobre o que você entendeu da sua própria leitura. Talvez ele enxergue algo que passou batido para você.

Se você tem alguma outra dica sobre ler para si mesmo, partilhe nos comentários!

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 05/31/2013, em Artigos, Tarô, Tiragens e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: