Tarô e Cultura: 5 de Ouros – Cachinhos Dourados e a Família dos Ursos


Mesmo tendo várias versões, a estória da Cachinhos Dourados e os Três Ursos, escrita pelo poeta inglês Robert Southey e publicada em 1837, é uma das minhas preferidas, talvez por causa da sua singeleza.

A narrativa se concentra na descoberta da pequena menina que, ao ir colher amoras no bosque, acaba encontrando uma casa com a porta aberta. Lá ela se depara com vários elementos com características muito singulares. Primeiro vê 3 cadeiras: uma grande e dura, uma média e macia demais e uma pequena que se ajusta perfeitamente ao seu corpo de criança. Na mesa, encontra 3 pratos de mingau: um muito quente, outro muito frio e o terceiro morninho, que ela come. No quarto, no andar superior, existem 3 camas: uma enorme e dura, outra média e muito mole e a última no tamanho e espessura ideal no qual deita e dorme.

O que Cachinhos Dourados não sabe é que esta casa pertence a uma família de 3 ursos: o pai, a mãe e o filho. É claro que, quando eles retornam a casa e encontram tudo bagunçado, fiquem confusos e irados. Apesar disso, o menino urso fica fascinado por aquela menina, tão diferente, dormindo em sua cama e acalma os ânimos de seus pais.

Mesmo acordando assustada e envergonhada, Cachinhos se sente bem recebida e desenvolve com eles uma amizade, passando a visitá-los com frequência, apesar de suas evidentes diferenças.

A grande lição desse conto, a meu ver, é que se deve tomar cuidado com o preconceito, pois, mesmo que as aparências sejam diferentes, na essência podemos encontrar muitas semelhanças entre nós. Apesar disso, é possível enxergar outros ensinamentos, tais como o respeito que temos que ter pela privacidade alheia, além da questão do atordoamento que nos atinge quando nossa rotina é atrapalhada pelo surgimento de algo novo e inesperado.

Neste Tarô dos Contos de Fada, escolhem a carta do 5 de Ouros para ilustrar o momento de vergonha da menina, quando é pega em flagrante. Está contida nesta cena a questão da falta de merecimento e também do constrangimento em ter feito algo condenável. Afinal, quem ela pensa que é para se atrever a invadir o lar de outra pessoa e ainda se apropriar das coisas que encontra pelo caminho? Porém, sua pureza é tanta que logo é perdoada, pois não havia maldade em seus atos. Apenas muita curiosidade e imaturidade.

Assim, eu diria que quando tiramos esta carta, neste conjunto simbólico, devemos nos perdoar por nossos erros, pois geralmente só cometemos tolices quando ainda não entendemos determinado conceito.  E, através da experiência, podemos amadurecer verdadeiramente.

É interessante notar que todo erro também contém uma solução, pois traz algum ganho embutido, como uma nova amizade, mostrando a evolução dessa situação para o 6 de Ouros, a carta da generosidade. Já a bagunça na casa dos ursos também nos faz pensar no estado anterior do 4 de Ouros, em que, ao nos atermos demais a estruturas pré-fixadas, corremos o risco de ficarmos muito rígidos e sofrermos frente a qualquer mudança.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 08/04/2012, em Artigos, Tarô, Tarô e Cultura e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: