Evite doenças com o Tarô: Rainha de Ouros – Materialismo


Se formos falar em fatores que nos impedem de sararmos ou das doenças de se manifestarem, um deles é, com certeza, o materialismo. Desse modo, uma pessoa que acredita que a doença surge apenas por questões físicas, com uma mudança de temperatura, uma comida contaminada, etc e que a única forma de se curar é através de remédios, tratamentos e cirurgias, terá bastante dificuldade em aceitar a ideia de que seu emocional está por trás dos seus mal-estares.

Algumas vezes é preciso que uma doença simples seja difícil de ser curada, mesmo com tratamento adequado, que outros males surjam de forma estranha ou ainda que alguém desenganado se cure de forma surpreendente, sem que haja explicação lógica por parte dos médicos, para que esta pessoa comece a se abrir à possibilidade da existência de algo além do material.

Porém, enquanto isso, é muito provável que esta pessoa viva presa às desculpas corriqueiras do dia a dia: “passei mal do estômago por causa do café”, “fiquei resfriado, porque tomei sereno ontem”, “machuquei o pé, porque estava andando distraído na rua”, “uso óculos porque tenho um gene ruim”, “tenho diabetes, porque meu pai tinha” e assim por diante.

Claro que estas desculpas são em parte verdade, por serem os meios utilizados para se chegar a um fim, que é a doença, o desequilíbrio ou o acidente, porém, elas não são as causas primordiais, afinal, seguindo os exemplos acima, por que você ficaria mal do estômago com café, se nos outros dias não ficou? por que seu sistema imunológico baixou a ponto de você se contaminar ou ainda, por que resolveu pegar o sereno, esquecendo-se do guarda-chuva ou da blusa? O que lhe fez ficar tão distraído a ponto de machucar o pé? por que dentre tantos genes que poderiam ter se ativado, justamente o da diabetes ou da visão o foram? Probabilidade matemática apenas?

Os materialistas irão se sentir confiantes nestas desculpas pois elas não exigem mudanças, não pedem que se revisem crenças, nem que se abdique de coisas que não fazem mais sentido, mas às quais ainda temos apego. Fica, portanto, mais cômodo, apenas tomar um remédio e se esquecer do mal-estar.

A questão essencial que fica, portanto, é, que vantagem se tem em viver uma vida na qual os acidentes, mal-estares e doenças são constantes? Não seria mais interessante viver uma vida plena, sem estes inconvenientes? E, se a resposta estiver em nós mesmos, não é sábio passar a ouvi-la?

Saiba mais sobre esta série aqui

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 07/03/2012, em Artigos, Evite Doenças, Tarô e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: