Tarô e Cultura: Torre – A Queda da Bastilha


Misturar história e tarô é definitivamente comigo, que adoro os dois temas. Além disso, como a França é um dos meus países favoritos, resolvi começar esta série com um de seus marcos: a Revolução Francesa.

É muito interessante pensar na associação da carta da Torre com a queda da Bastilha em 14 de julho de 1789. Em primeiro lugar porque a Bastilha, de fato, era uma construção cujo grande destaque arquitetônico eram suas torres. E em segundo, porque ela foi derrubada, tal como o significado principal desse Arcano.

E qual seria o motivo que levou este edifício, embora belo, ao chão?

O povo francês estava passando fome e sofria com a grande desigualdade social imposta pela divisão entre nobres/clero e comerciantes/camponeses. Enquanto os primeiros tinham tudo, os segundos tinham que lutar muito para sobreviver.

Assim, a Bastilha, que naquele momento era uma prisão política, se tornou o símbolo do Absolutismo, o regime monárquico que dava grande poder à figura do Rei. Ou seja, se por um lado representava o orgulho, a vaidade e a corrupção das classes superiores, por outro, acabou se tornando também símbolo da humilhação e revolta das mais baixas.

Por fim, tal como o Arcano de número XVI nos incita a reestruturar nossas vidas, corrigindo erros e começando de novo, assim a França se tornou uma república e espalhou um novo conceito de sociedade na qual todos poderiam ser iguais, independentemente do nascimento.

É claro que nada mudou de uma hora para outra. Nem a república se manteve estável, nem os direitos, mas é notório que foi a queda de uma realidade até então pouco contestada, que transformou a forma como as pessoas enxergavam as próprias existências.

Por isso, ainda que a destruição de algo seja assustador, a mesma sempre nos impulsiona para o novo. Assim, é preciso coragem para seguir em frente e não lamentar aquilo que se perdeu pelo caminho.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 07/02/2012, em Artigos, Tarô, Tarô e Cultura e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: