Evite doenças com o Tarô: 10 de Espadas – Labirintite


Quando sofremos um grande abalo emocional se, ao invés de processá-lo corretamente, começamos a reprimir nossos medos, permitimos que a confusão se instale em nossa mente.

Isso acontece porque ao insistimos em velhos modelos de comportamento, fingindo que nada está acontecendo, por exemplo ou ainda “forçando a barra”,  é natural que a labirintite surja como uma manifestação dessa angústia e embaralhamento de ideias e emoções.

Por isso que é preciso compreender que não estamos presos numa situação sem saída, muito menos precisamos sofrer de solidão e desespero. Isso tudo é coisa da nossa cabeça atormentada. Se pudermos respirar com calma, mantendo a confiança, veremos que sempre existem pessoas prontas para nos ajudar e que podemos sim, expressar o que sentimos e precisamos, sem tanto desgaste.

Assim, não é preciso permitir que tensão fique tão forte ao ponto de gerar um desequilíbrio como o da labirintite. Se a situação ruim aconteceu, aceite-a. Não fique lutando contra. Deixe que ela simplesmente passe por você. Observe-a indo embora.

O 10 de Espadas pode ser uma carta terrível, mas ela simboliza o final de algo, tal como a frase que diz que a noite é ainda mais escura, antes do amanhecer. Não se engane, portanto, com as aparências. Mesmo que tudo esteja negro hoje, saiba que isso vai passar.

Saiba mais sobre esta série aqui

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 04/28/2012, em Artigos, Evite Doenças, Tarô e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: