Boas maneiras com o Tarô: Pajem de Copas


Ressentimento. Este costuma ser uma emoção bastante infantil, pois não passa de uma expectativa frustrada que alimentamos à toa. Mesmo que alguém tenha nos feito mal, é de se estranhar que tenhamos acreditado que poderíamos controlar o comportamento de outra pessoa ao ponto de ela não ter direito de se manifestar a sua maneira. Afinal, uma coisa é alguém lhe prejudicar direta ou indiretamente, por escolha própria ou engano e você aceitar isso com maturidade, tomar decisões coerentes, seja mudando o seu comportamento, seja se afastando da pessoa, outra coisa é ficar magoado, ressentido, se sentindo ferido e vítima de um opressor. Claro que é muito natural querermos mais das pessoas, mas é preciso desenvolver sabedoria, nos desapegando e compreendendo que cada um tem seu tempo e ninguém está aqui na Terra para nos servir ou suprir nossas carências, mesmo que sejam apenas ideais de comportamento.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 03/05/2012, em Artigos, Boas Maneiras, Tarô e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: