Boas maneiras com o Tarô: Justiça


Você lembra daquele ditado popular: “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço”? Pois ele se aplica aqui no lado negro da Justiça. Na nossa vida cotidiana vemos isso no padre pecador, no médico fumante, na nutricionista gorda, no terapeuta cheio de problemas emocionais, no economista com dívidas…todos nós temos um pouco esta mania de pregar aos outros justamente aquilo que não fazemos. Por isso é tão importante ouvir nossos próprios conselhos, pois, no fim, o que dizemos aos outros geralmente serve mais a nós que aos outros. Então, antes de sair por aí apontando os defeitos alheios, veja se não está fazendo exatamente o pior.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 02/13/2012, em Artigos, Boas Maneiras, Tarô e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: