Boas maneiras com o Tarô: Imperador


Orgulho. Isso é algo que todos nós temos. Costuma ser tão forte, que às vezes até supera a dor, a fome ou mesmo a desgraça. Casos como o retratado no filme ‘O Leitor’ em que a personagem prefere ser condenada à prisão a revelar que não sabe ler e escrever ressaltam como podemos simplesmente destruir nossas vidas pelo medo de revelarmos alguma fraqueza. Será que vale a pena? Talvez se percebemos que orgulho não é sinônimo de força, nem de dignidade, tenhamos mais flexibilidade e humildade para lidar com as pessoas e situações. Afinal, o orgulhoso é sempre muito rígido e toda estrutura rígida é aquela que se quebra facilmente quando acontece uma tormenta.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 11/03/2011, em Artigos, Boas Maneiras, Tarô e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: