Boas maneiras com o Tarô: 5 de Espadas


Imposição.  De vez em quando surge alguém impondo algo a nós, seja uma ideia, um comportamento, um objeto, uma situação. Algumas vezes conseguimos dizer não, outras tantas acabamos cedendo por medo, preguiça, falta de força ou de amor-próprio. A questão é, porque permitimos que alguém exerça qualquer tipo de poder sobre nós a ponto de nós negarmos nossa essência ou verdade interior? O interessante é que geralmente quem sofre imposição, acaba se impondo sobre outros, mais frágeis ou dependentes que ele mesmo. Por isso, como os outros geralmente são nossos espelhos, se você começar a se sentir muito perseguido, tolhido ou invadido na sua privacidade, que tal melhor estes aspectos em você antes de qualquer coisa? Afinal todos nós merecemos ser livres, caminhando no nosso ritmo e vontade.

Anúncios

Sobre Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei com mídias e publicações (jornais, internet e revistas), mas minha paixão sempre foi o Tarô, com o qual tenho uma vivência de mais de 20 anos. Atualmente resido em Franca, em São Paulo, sendo taróloga profissional – atividade reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

Publicado em 10/31/2011, em Artigos, Boas Maneiras, Tarô e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Andrei Wahlbrink

    Tenho estudado o cinco de espadas, gostei do seu post. Mas quanto ao vampirismo, diria que um quadro representativo não contempla o vampirismo no seu conceito mais profundo. Todos nós somos vampiros em potencial, basta termos problemas e há pessoas com muitos problemas de difícil solução. Associado ao 5 de espadas diria que uma pessoa que usa suas ideias (elemeneto ar espadas) para seduzir e manipular, tenta usar sua força mental para resolver de forma impulsiva e intensa problemas complexos. Não se sai bem, pois sua motivação emocional a derrota nos seus aspectos traumáticos e dolorosos. Essa pessoa quer resolver seus problemas más não consegue, deteriorando sua própria imagem frente aos outros. Passa por alguém vaidosa, egoísta, falsa. Mas na verdade é alguém carente. Sua tentativa de vampirismo é inútil, acaba sendo sugada, pois a maioria das pessoas não caem no jogo dela fazendo com que ela perca sua energia em vez de ganhá-la. No fim ela se dá por derrotada e se afasta de todos, aceita seu sofrimento e abandona suas tentativas frustradas que só pioram sua dinâmica social.

    Curtir

  1. Pingback: Boas Maneiras: Índice | Tarolando

Alguma dúvida? Deixe abaixo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: