Série Tiragens: Ciclo Lunar (Deviant Moon Tarot)


Na caixa que acomoda o Tarô do Deviant Moon, vem uma espécie de poster dobrado, no qual está desenhada uma tiragem sem título, a qual batizei de Ciclo Lunar, pelo formato e pela proposta do baralho. O objetivo dela, a meu ver, é servir de leitura geral, porém mais introspectiva, baseando-se na estrutura da Cruz Celta, pois existem 10 posições. Penso que se possa usar tanto o método Básico (só Maiores), quanto o Europeu (Maior+Menor) ou Americano (Tudo misturado com invertidas). As posições estão divididas assim: 1 – O Dia Atual; 2 – Influências do Passado; 3 – Influências Subconscientes; 4 – Segredos, Desejos e Vontades; 5 – Forças Escondidas; 6 – Próximos Eventos; 7 – Meio-Ambiente; 8 – Influências de Outros; 9 – Forças Espirituais; 10 – Resultado Final. Se você segue o Nei Naiff, como eu, recomendo ler as casas 1, 2 e 7 pelo núcleo; a 3 e 8 pela mental;  a 5 pela advertência; a 4 pela sentimental; a 6 e 10 pela material e a 9 pela espiritual. Considere o tempo visto como de 3 a 4 meses.

Veja um exemplo:

Deviant Moon Tarot

Deviant Moon Tarot

A consulente estava querendo saber sobre seu momento, buscando por autoconhecimento. Na primeira posição, saiu a Roda da Fortuna, simbolizando que seu momento atual é de mudança e, portanto, instabilidade, já que existe muita coisa acontecendo e pouca clareza sobre os próximos passos. Na segunda, com o Mundo, vemos que ela vem de uma situação positiva, com boas soluções, o que pode pressioná-la no sentido de resolver logo os problemas atuais. Na terceira, a Lua afirma que a consulente está confusa e possivelmente não o admitiu ainda para si mesma. Então, mesmo que queira ser pró-ativa, sem certeza interna, suas decisões poderão ser falhas. Isso é importante que seja esclarecido, pois na quarta posição (Força) vemos que o que ela mais deseja é equilíbrio e segurança. Desse modo, é só organizando melhor as ideias, sendo mais coerente e responsável, que ela conseguirá isso. Até porque o Louco na quinta casa, associado com a Lua na terceira, indicam o quanto ela não quer assumir sua fragilidade. Felizmente, o Sol na sexta traz claridade, objetividade e resolução. Fora que nada parece realmente impedir a consulente de conseguir aquilo que deseja (Diabo na sétima). Para melhorar, as pessoas ao redor contribuem com pensamentos lúcidos e construtivos (Julgamento na oitava) que, basta que nossa consulente escute com atenção para tomar proveito deles. Por fim, a intuição da consulente é muito forte e ela está protegida espiritualmente (Estrela na nona), levando-a a conquistar estabilidade, retomando seu poder pessoal, saindo da zona de instabilidade atual (Imperador na décima). Por esta leitura se vê que a consulente se preocupa a toa com os eventos atuais, dando um peso desmedido e se cobrando exageradamente. Ela deve parar de querer seguir sozinha, se abrindo a ajuda que está a sua disposição, seja vindo de pessoas, seja das circunstâncias, seja da própria espiritualidade.

Você se parece com o Carro?


Tarot of the 78 Doors

Tarot of the 78 Doors

Quem está sob a influência do Carro gosta de progredir na vida, desenvolvendo seus projetos pessoais, com força de vontade, determinação e coragem. Assim, geralmente são pessoas populares que, com sua inteligência, carisma e criatividade, atraem parceiros e seguidores para seus sonhos. Afinal, mostram firmeza e convicção em suas ideias, expressando-se muito bem.

Otimistas, acreditam num futuro melhor. Desse modo, se mostram entusiastas e alegres no dia a dia. Porém, podem pecar pela impulsividade, devendo ser mais cautelosos e moderados em suas atitudes. Até porque, nem sempre podem seguir sozinhos, a revelia da vontade alheia.

No amor, são intensos e profundos, mas podem estar constantemente atentos a novas oportunidades, não sendo parceiros muito dependentes ou apegados, o que frequentemente fere pessoas muito sensíveis.

Agora, se estiverem vibrando no sentido negativo, podem ter dificuldade para resolver os próprios problemas, se submetendo aos outros e simplesmente desistindo de agir.

Tarô e Profissões: Estrela


Universal Fantasy Tarot

Universal Fantasy Tarot

Quando se pensa num local de trabalho ou profissão e sai a Estrela, é preciso buscar pelas seguintes características: pensamento positivo, grandes expectativas, fé e visão de futuro, inspiração, imaginação e generosidade. Assim, se a atividade em si permitir que se possa se manter motivado e estimulado, levando você a ser criativo, buscando constantemente pelo sucesso, estará de acordo com a energia dessa carta. Além disso, deve abrir espaço para que você possa trocar experiências, relaxar e ter serenidade em suas decisões. Por isso que áreas artísticas, tais como música, literatura, poesia, dança, escultura, pintura, maquiagem, costura e estética, são bastante indicadas. Setores que incentivam o embelezamento e a liberdade, contribuindo para que se possa perder o medo, aumentando a autoconfiança interna, também atraem as pessoas regidas por este arcano. Portanto, atividades que desenvolvam pessoas, como o coaching, os grupos de apoio, a PNL, as terapias alternativas e a religião podem igualmente ser boas possibilidades.

O que você faz quando é atingido pela letargia do 2 de Paus?


Spiral Tarot

Spiral Tarot

Um dos significados do 2 de Paus é atraso naquilo que queremos realizar pois dependemos de outras pessoas que, no momento em questão, agem com letargia, nos atrapalhando. E o que isso significa? Simplesmente que falta interesse ou ânimo da parte do outro em nos ajudar ou liberar nosso caminho.

Quando isso acontece, podemos ficar tensos, impacientes, querendo fazer as coisas andarem no nosso ritmo, porém, se já não existe vontade alheia, ficar empurrando não fará as coisas se desenvolverem mais rápido. Se bobear, a dita cuja pode até ficar mais “empacada”, apenas por estarmos exercendo pressão sobre ela.

Por isso, às vezes é melhor parar um pouco para refletir, antes de deixar a insatisfação tomar conta da sua vida e lhe cegar. Ou seja, medite sobre o que pode realmente fazer. Talvez você possa descobrir que esta pessoa letárgica não é a única solução para seu problema ou ainda que você pode resolvê-lo sem tanta pressa.

Seja o que for, só com a cabeça fria e lúcida que encontraremos saídas criativas, quando as circunstâncias nos impedem de avançar. Afinal, ficar batendo a cabeça no muro gerado pela pela letargia do outro só nos dará dor de cabeça.

Tarô e Cultura: Previsões negativas na Primeira Guerra


paris

Lendo recentemente o livro “A História Secreta de Paris“, de Andrew Hussey, me deparei com esta frase na página 389, sobre a atitude do governo francês durante a Primeira Guerra Mundial: “o governo proibiu até cartomantes e astrólogos de fazer previsões ruins”.

ww1-joker-large

Baralho em comemoração às vitórias na Primeira Guerra

Isso me fez pensar sobre um texto que escrevi sobre previsões negativas e como lidar com elas. Nele afirmo: “o grande trunfo que ele [o Tarô] nos oferece é poder olhar de antemão obstáculos e problemas que hoje não temos uma noção muito clara, contribuindo, portanto, para uma diminuição de sofrimento.”

Desenho de Otto Dix, um alemão da Primeira Guerra, quando na trincheiras de Flandres, Bélgica.

Desenho de Otto Dix, um soldado alemão na Primeira Guerra, quando estava nas trincheiras de Flandres, Bélgica.

No caso da Primeira Guerra, a proibição nem precisava ser feita, já que os aliados ganharam. No entanto, se poderia ter aprendido muita coisa, se as cartas pudessem ter sido ouvidas livremente, sem censura. Apesar disso, é de se compreender o medo do pânico que o governo tinha. Afinal, não é todo mundo que tem maturidade para lidar com a Verdade, quando a mesma não se mostra favorável.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.624 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: