Livros e um Tarô para ler no Halloween


As imagens abaixo são do Tarô Boêmio Gótico, criado por Alex Ukolov e Karen Mahony, publicado pela Magic Realist Press em 2007.

Não sei se as cartas a seguir são exatamente referentes aos livros que citarei, mas vale a pena a associação pelo espírito do momento. Fica então a dica de um baralho muito bonito e de histórias clássicas do horror mundial.

Este Amantes me remete ao Drácula de Bram Stoker, apaixonado e obsessivo por Mina. Por que dá medo? Porque é apavorante quando somos subjugados por outro ser.

bohemian-gothic-06433Bram-Stoker-Dracula-1

Já o 3 de Ouros mostra o Dr. Frankenstein e seu monstro, de Mary Shelly. Quem assistiu a série Penny Dreadful deve ter visto mais da história desse ser que voltou dos mortos. Por que dá medo? Porque nem sempre é sábio brincar de Deus e depois não assumir a responsabilidade por sua criação.

bohemian-gothic-06437Frankenstein Mary Shelley

Por fim, o 9 de Copas faz uma alusão (mesmo que só na minha cabeça) à poção do médico Jekyll que o transformava em Sr. Hide, no livro O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson. Por que dá medo? Porque negar nosso lado negativo, pode apenas fazê-lo aflorar da pior maneira possível.

bohemian-gothic-06439o-medico-e-o-monstro-84

Dia das Bruxas: Arcanos Horripilantes – O Diabo


Seguindo na série do Dia das Bruxas, agora falarei daquele que costuma ser o monstro do Tarô, o Diabo. Afinal, quem quer se encontrar frente a frente com ele?

Arcano 15

O Diabo geralmente é interpretado como nossos instintos, aqueles que nos protegem dos perigos (como o de sobrevivência) e nos leva a cuidarmos de nossos interesses e prazeres pessoais, sendo astutos e carismáticos. Assim, quando no bom sentido, apenas mostra uma conexão profunda com nossa parte instintiva e criativa, favorecendo nosso bem-estar e integração com a Natureza como no Tarot of the Old Path.

Old_Path_-_Weise_Frauen_-_XV_-_Die_Versuchung (1)

Já no mau sentindo, o Diabo revela o que existe de pior em nós, tais como o orgulho (Romantisches Tarot), a luxúria (Universal Goddess Tarot), a raiva (Dürer Tarot) e a cobiça (Tarô do Renascimento), que nos fazem passar por cima das pessoas, pensando apenas em nossos interesses, mesmo que imediatos.

Romantisches-Trevisan-22-1991_-_15_-_Der_Teufel (1)

Gottinnen_-_XV_-_Der_Teufel

Durer_-_XV_-_Der_Teufel

Renaissance-Trevisan_-_XV_-_Der_Teufel

Porém, o que acontece quando perdemos o controle e deixamos de ser uma pessoa simplesmente egoísta para praticarmos apenas o mal? Sim, somos assolados por monstros nos quais lentamente nos transformaremos!

Ananda Tarot

Ananda Tarot

Eles podem ser imponentes e nefastos como o do Universal Fantasy Tarot, maiores do que podemos lidar, como o do Dark Grimoire Tarot ou ainda cheios de malícia, como o do Deviant Moon Tarot.

Universal_Fantasy_-_XV_-_Der_Teufel

Dark_Grimoire_-_XV_-_Der_Teufel

Deviant_Moon_-_XV_-_The_Devil

Seja como for, tome cuidado ao usar esta força que todos nós temos dentro de nós para a destruição. Você poderá sentir prazer por um tempo, mas realmente não durará.

Dia das Bruxas: Arcanos Horripilantes – A Morte


O Dia das Bruxas está chegando e nada como relembrar os arcanos do Tarô que nos botam medo nos baralhos mais nefastos que andam por aí. Tentarei trazer um por dia nas próximas duas semanas, a começar pela Morte (bastante apropriado, não?)

Arcano 13

A Morte geralmente não é bem vista dentro do imaginário popular, mas nós, tarólogos, sabemos que ela não é de todo ruim, sendo até ilustrada de forma graciosa em alguns decks, como é o caso do Tarot of Methamorphosis ou do Art Nouveau Tarot

Metamorphose_-_XIII_-_Der_TodArt Nouveau Tarot

Porém, como o objetivo é amedrontar, estas outras imagens querem mesmo enfatizar o lado mais opressor da Morte. O Deviant Moon Tarot, por exemplo, mostra como as mudanças da vida nos subjugam, às vezes, ao ponto de implorarmos para que Ela nos poupe. Veja que existe, ao fundo, o contexto da Revolução Industrial, com suas fábricas a todo vapor e o navio (Era Moderna talvez?), afundando. A figura da Morte também está grávida, ilustrando uma nova fase para o mundo.

Deviant_Moon_-_XIII

O do Bruegel Tarot traz, por outro lado, a conformidade em relação à mudança. Mesmo que o consulente esteja de costas, em atitude piedosa, o rosto dele enfatiza o lamento de quando temos que deixar algo para trás, não devendo mais recuperá-lo. Com a cruz na mão, temos a ideia de que as mudanças são facilmente aceitas, mesmo que não totalmente compreendidas, trazendo um pouco da noção do “Deus/Destino/Universo assim quis”.

Bruegel_-_XIII_-_Der_Tod

Enquanto isso, outros mostram o desespero da mudança inevitável que ocorre quando perdemos a fé numa vida melhor. Veja que o das Mil e Uma Noites mostra uma pessoa em fuga, a do The Vampires Tarot of the Eternal Night um ser que nos hipnotiza, nos mantendo alienados e, por fim, o Secret Tarot traz a própria Morte em nosso encalço, pronta para arrancar nossa cabeça, como na Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça. 

1001_-_XIII_-_Der_Tod

Vampire_der_ewigen_Nacht_-_XIII

Secret_-_XIII_-_Der_Tod

Afinal, se não mudamos de boa vontade, ela nos muda à força lá na Torre.

Universal Goddess Tarot

Universal Goddess Tarot

Dicas para criar confiança nas leituras


Kátia

O site Voodoo Universe trouxe recentemente um artigo com dicas para fortalecer a confiança dos cartomantes que, quando dispõem as cartas, não conseguem botar fé totalmente no que estão vendo. Esta insegurança, além de impedir que se possa viver profissionalmente das cartas, também prejudica o processo de autoconhecimento, caso a pessoa leia apenas para si mesma.

Por isso, traduzi algumas das dicas, colocando um pouco da minha experiência:

  • Mantenha um registro de leituras – Eu sei que isso é algo que exige disciplina. Porém, o que nesta vida se conquista sem o devido empenho? O fato é que anotar as perguntas e as cartas que saíram e revisitá-las de tempos em tempos ajuda a dar segurança. Tal como eu fazia com as traduções de inglês, cada pequeno aprendizado na escola me dava outra dimensão da língua e, muitas vezes, me surpreendi com traduções antigas, totalmente erradas, coisa que só ficou clara pela constante revisão e (re)aplicação dos novos conhecimentos;
  • Faça testes – Sei que o Tarô não é um instrumento que se possa testar cientificamente, porém, existem testes que podem se aplicar nele. Por exemplo, se você fizer perguntas simples sobre acontecimentos do seu cotidiano, fica fácil ver se você está conseguindo ou não interpretar corretamente as cartas. Mas, para que funcione bem, é necessário escolher assuntos de rápida verificação, como se alguém que ficou de visitá-lo à tarde realmente virá ou se um negócio que você pretende fechar, dará certo até o final da semana, etc;
  • Prefira o Tarô Clássico – Tarô é Tarô e, a partir do momento que você sabe o que significa cada carta, não importa o baralho que use. Por isso, você pode até utilizar o que esteticamente lhe agrada mais. Algumas pessoas vão preferir os góticos, outros os de fantasia ou natureza, porém, para quem ainda duvida muito de si mesmo, se ater ao clássico é uma boa saída. Ajuda a gravar melhor os símbolos e evita confusão de atributos;
  • Use tiragens simples – Tentar aprender o Tarô com as tiragens mais longas e complexas só poderá desanimar o iniciante. Assim, pratique com leituras simples, com poucas cartas. Veja algumas opções aqui;
  • Contextualize – Procure aplicar o que você entende de cada arcano na sua vida, nos livros que lê, nos filmes que assiste. Por exemplo, no momento leio E O Vento Levoue não consigo me furtar ao pensamento de como a protagonista, Scarlet O´Hara é uma Rainha de Espadas: voluntariosa, egoísta, vaidosa, frívola, querendo atenção só para ela, não cuidando do próprio filho e cheia de raiva e ressentimento por aqueles que a rejeitaram. Isso amplia sua visão e dá uma forma mais tridimensional às cartas, trazendo-as para seu cotidiano. Quando isso acontece, você perde o medo, pois elas se tornam familiares.
Scarlet

Scarlet

Rainha de Espadas - Art Nouveau Tarot

Rainha de Espadas – Art Nouveau Tarot

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.681 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: